“Você gosta de flores? Eu também. Para gostar de flores tem que ter um bom motivo. Você não pode dizer que é porque elas são bonitas e cheirosas. Bom, vou lhe dizer porque gosto de flores. Eu costumava ganhar flores de todos namorados que eu tinha, flores de vários tipos, cores e aromas. Eu achava o pior presente para ganhar, flores murcham e morrem. Jóias e roupas não. Era assim que eu pensava, tola, não é? Daí, eu tive um namorado que mesmo sabendo que eu não gostava de flores, sempre me dava. Ele dizia que um dia eu ia gostar. Eu o amava demais, toda vez que ele ia me ver, era uma flor diferente. Ele sempre foi muito romântico e doce, chegava a perfumar as rosas. Mas eu sempre as jogava fora. Meu amado ficou doente. Ele me pediu que sempre que eu fosse visita-lo no hospital, era pra eu levar flores para ele, ele dizia que assim eu ia acostumar. Como ele estava muito doente e eu o amava muito, fiz o que ele pediu e sempre levei flores. Cada dia uma flor diferente, como ele fazia comigo. Eu comecei a ficar fascinada por todos os tipos, e de maneira alguma eu repetia as flores. Eu sentia que as flores faziam bem pra ele, e estava começando a fazer bem para mim também. Procurei, pesquisei, estudei e não havia mais nenhuma flor que meu amado não tinha recebido por mim. Então decidi levar a nossa favorita todos os dias. O girassol, eu falava que ele era o sol eu a flor, e eu precisava dele para desabrochar. Ele me deixou, e no funeral dele, eu o cobri de flores. E deixei um bilhete. “Descobri porque comecei a gostar de flores, elas me lembram o nosso amor, calmo e lindo. Você foi capaz de me fazer gostar da mais preciosa joia do mundo, a flor. E agora eu vou florescer”.”

Ana Lua  (via icanfixyou)

“Eu sou vários. Há multidões em mim. Na mesa de minha alma sentam-se muitos, e eu sou todos eles. Há um velho, uma criança, um sábio, um tolo. Você nunca saberá com quem está sentado ou quanto tempo permanecerá com cada um de mim. Mas prometo que, se nos sentarmos à mesa, nesse ritual sagrado eu lhe entregarei ao menos um dos tantos que sou, e correrei os riscos de estarmos juntos no mesmo plano. Desde logo, evite ilusões: também tenho um lado mau, ruim, que tento manter preso e que quando se solta me envergonha. Não sou santo, nem exemplo, infelizmente. Entre tantos, um dia me descubro, um dia serei eu mesmo, definitivamente. Como já foi dito: ouse conquistar a ti mesmo.”

Nietzsche. (via inverbos)

“Nossos animais de estimação têm vida tão curta e, ainda assim, passam a maior parte do tempo esperando que voltemos para casa todos os dias. É impressionante quanto amor e alegria eles trazem para nossas vidas, e quanto nos aproximamos uns dos outros por causa deles.”

Marley e Eu   (via capacitadora)

Pra mim não gosta de cachorro não é uma pessoa confiável.


Eu até tento ser difícil, mas você me tem tão fácil.

Sei lá, mas acho que é amor.   (via garoto-smiler)

“E como de costume, a felicidade apareceu, deu um sorrisinho irônico, acenou pra mim, e foi dar uma volta na rua ao lado.”

Orquestrando.   (via garoto-smiler)

um sentimento chamado: não sei, acho que sim, mas pode ser que não, ah sei lá, talvez


Saudade de acordar e ter motivos pra olhar o celular.


“Ouça promessas, mas não espere muito de quem as fez”

Lucas Fernandes  (via amortizados)


theme by fraquear